• Dra. Marina Lino Vieira

Câncer De Pele e o que Podemos Aprender Com a Campanha do Dezembro Laranja

Atualizado: 10 de fev.

A queda nos indicadores de Câncer de Pele durante a pandemia pode ter um fim ainda este ano se alguns cuidados voltarem a ser ignorados. Com a flexibilização da quarentena e as regras de distanciamento físico estando mais amenas - devido à baixa dos casos de covid-19, após a vacinação em massa - alguns especialistas preveem a volta das praias lotadas neste verão.



Não há mal algum em querer aproveitar o verão se refrescando nas belas praias, lagos e rios do nosso Brasil. Mas os cuidados necessários, a fim de prevenir o Câncer de Pele, não podem ser ignorados. Por esta razão, a Sociedade Brasileira de Dermatologia vem promovendo a campanha do Dezembro Laranja para alertar os cuidados preventivos contra o Câncer de Pele.


Todos os anos, 176 mil novos casos de câncer de pele surgem no Brasil, e o nosso papel é contribuir para que mais pessoas se conscientizem sobre esse problema. Dessa forma espera-se que esse número não apenas pare de aumentar, como também possa diminuir.


A campanha do Dezembro Laranja destaca a importância de se evitar ao máximo a exposição aos raios ultravioleta intensos, que ocorrem entre as 10h e 16h. Usar protetor solar nas áreas do corpo que não ficam cobertas é imprescindível, mesmo quando você não planeja ir à praia.


Máscara, álcool gel e protetor solar: cuidados importantes para o verão!

Os cuidados preventivos contra a COVID-19 já foram inseridos no dia a dia da população. Hábitos como o uso de máscara em ambientes fechados, álcool gel e distanciamento social nos acompanham há quase 2 anos. Isso se deve a grande divulgação de informações e a decretos que foram estabelecidos em favor do bem-estar da população.


Com a chegada do verão, é importante adicionar o uso do protetor solar à nossa rotina diária como forma de prevenção a outro problema – o câncer de pele.



O Câncer de Pele é uma doença que responde por 33% de todos os diagnósticos de câncer no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 185 mil novos casos. O tipo mais comum, o câncer da pele não melanoma, tem letalidade baixa, porém sua incidência é alarmante.


Tais números poderiam ser evitados ou drasticamente reduzidos se adotássemos o hábito de usar protetor solar, assim como aconteceu com os cuidados implementados durante a pandemia. Nesse verão, vamos conjugar prevenção ao coronavírus com cuidados para reduzir as chances de casos de câncer de pele?


Cuidados reforçados: o que muda na prevenção ao câncer de pele durante o verão?

Esta é a época do ano em que grande parte das pessoas tem pelo menos alguns dias de férias e querem aproveitar as praias, piscinas e trilhas e outras atividades ao ar livre. Isso significa que essa é a época em que mais estamos expostos à luz solar. Viemos de dias difíceis de isolamento social e mais do que nunca a combinação sol + água parece tentadora.


Mas é importante se lembrar dos cuidados preventivos contra o câncer de pele, que já deveriam estar presentes no dia a dia de toda a população não só no verão, mas no ano todo. São atitudes simples que podem salvar vidas. Veja a seguir alguns hábitos que podem ser inseridos no dia a dia de todos, para diminuir as chances de desenvolver essa doença:


Protetor solar para prevenir o câncer de pele

Se você é uma daquelas pessoas que só passo o protetor solar antes de sair para a praia ou a piscina, está na hora de mudar esse hábito. O protetor solar é um item que deve fazer parte da rotina de cuidados com a pele de todos, diariamente, a fim, de prevenir o câncer de pele. O fator de proteção solar deve ser, preferencialmente de 50, e deve ser reaplicado a cada 2 horas.


A quantidade ideal a ser aplicada também deve ser levada em consideração. A quantidade de protetor solar para pessoas que estarão expostas ao sol, porém vestidas, pode ser medida depositando o produto no comprimento de dois dedos das mãos. Essa quantidade deve ser espalhada em todo o rosto, pescoço e busto. Caso a pessoa vá usar roupas mais curtas ou roupa de banho, usar quantidade suficiente para proteger todas as áreas do corpo.


Dicas para apreciar a praia e prevenir o câncer de Pele

Para aproveitar os dias de praia e piscina com responsabilidade e proteção, siga essas dicas:


  • Leve na sua bolsa de praia ou mochila: Boné ou chapéu com abas largas, óculos escuros e filtro solar. Esses são itens indispensáveis para um bom dia na praia.

  • Barracas ou guarda sol grande: Evite exposição prolongada e direta ao sol, principalmente entre as 10h e 16h. Isso vai garantir proteção para sua pele contra o câncer de pele e evitar queimaduras.

  • Horários adequados: Procure chegar cedo à praia para aproveitar o começo do dia, quando o sol está mais leve, entre 7h30 e 10h. Após esse horário, recomenda-se que o dia seja aproveitado de outra forma, podendo voltar a exposição ao sol depois das 16h.



Lembre-se que a campanha acontece no mês de dezembro justamente por dar o início à estação mais quente do ano. Entretanto estamos expostos aos raios ultravioletas todos os dias do ano, mesmo quem trabalha em ambientes fechados. Por isso o uso do protetor solar deve ser introduzido em nossa rotina diária, até virar um hábito.


O Câncer de Pele pode apresentar sintomas difíceis de serem distinguidos para a maioria das pessoas. Mas você pode criar o hábito de observar sua pele regularmente. Ao perceber pintas novas e de formato irregular ou outras lesões dermatológicas, procure a ajuda de um dermatologista.


Essas e outras queixas podem ser investigadas pela Dra. Marina Lino, médica dermatologista pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).


 

Se você notou algum dos sintomas que apontamos hoje, agende já uma consulta com a Dra. Marina Lino, dermatologista infantil no Centro Terapêutico AKTA Liv.

21 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo