• Dra. Marina Lino Vieira

Pele na adolescência - Quais são os principais cuidados?

Cuidar da pele na adolescência pode ser uma caixinha de surpresa. A puberdade é um momento da vida no qual o corpo passa por suas transformações. Sendo assim, a pele é uma das primeiras partes de nosso organismo a sentir isso. No entanto, é comum que os jovens fiquem confusos por onde começar e quais produtos utilizar. O auxílio dos pais é fundamental, então continue a leitura para entender como você pode ajudar seu filho a começar essa rotina de cuidados.


pele na adolescência skin care

Entre as diversas mudanças que ocorrem no corpo dos jovens, as associadas à pele na adolescência é uma delas. Nessa fase, onde tudo é completamente novo para eles, é importante estar preparado para ajudar seu filho a se cuidar. Afinal de contas, nessa fase, eles estão muito sensíveis à sua apresentação e à opinião dos colegas.


Os adolescentes de modo geral podem e devem manter uma rotina de skincare. A mesma deve ser adaptada às necessidades da pele nessa fase. Nesse período, a pele do jovem está delicada devido ao período de transição da infantil para a adulta. Ou seja, os hormônios estão em ebulição e a vaidade aflora.


Alguns problemas como o excesso de oleosidade e a acne, típicos da adolescência, trazem uma série de consequências emocionais. Isso porque eles impactam a autoestima do adolescente. Com isso, problemas com a autoimagem podem acabar desencadeando comportamentos de isolamento, dificuldade de socializar, e até mesmo a depressão. Mas isso pode ser evitado se uma rotina de cuidados adequada for seguida.


A pele na adolescência


Na adolescência acontecem grandes mudanças no corpo. Ocorre uma explosão de hormônios por todo o corpo e por isso a pele pode ficar com um aspecto bem pior que em outras fases da vida. Começam a aparecer os cravos, espinhas, excesso de oleosidade na pele e muitas outras coisas que incomodam muito.


Assim que os primeiros sinais de mudanças surgirem, que se inicia por volta dos 8 a 9 anos, é importante procurar ajuda de um dermatologista. Esse profissional orientará a melhor rotina de cuidados com a pele na adolescência, de acordo com as características de cada paciente.


A pele do jovem exige cuidados diários, mas pode ser otimizada em poucos passos, o que facilita nos quesitos tempo e custo-benefício. A pele do rosto, de maneira geral, é a que mais exige cuidados e tratamentos, devido ao surgimento de acnes.


Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a acne é uma das queixas mais frequentes feitas por adolescentes. Ela ocorre a partir da produção dos hormônios sexuais, na puberdade, responsáveis pelas alterações das características da pele (e do restante do corpo). As lesões aparecem com mais frequência no rosto, mas também podem acometer as costas, ombros e o peito.


Esses hormônios (andrógenos e estrógenos) são produzidos tanto pelos órgãos sexuais quanto pelas glândulas suprarrenais. Os andrógenos são responsáveis pelo início do funcionamento das glândulas sebáceas que são mais ativas na face, peito, costas e couro cabeludo. Os principais sintomas são o surgimento de comedões (cravos), lesões com pus, nódulos e cistos. Esses sintomas ainda podem ser piorados em situações de estresse ou no período menstrual.


Porém, ainda que seja comum, não significa que ela deva ser ignorada. Falas como “vai passar” ou “é da fase” podem prejudicar o jovem que está lidando com um problema que, na verdade, é uma doença inflamatória e que precisa de tratamento.


Cuidados com a pele na adolescência


Para começar com os cuidados com a pele na adolescência, sugiro começar pelo básico: limpar, esfoliar, hidratar e proteger. Esses quatro passos simples ajudarão seu filho a manter uma pele saudável durante esse período de mudanças.


A limpeza na pele pode ser feita pela manhã e à noite. Caso os primeiros cravinhos estejam aparecendo, você pode optar por géis de limpeza suaves sem sabão próprios para pele oleosa e que não ressecam.


A etapa de esfoliação não precisa ser feita todos os dias, mas é ideal que seja realizada entre uma a duas vezes na semana na pele do adolescente. Esse processo é ideal para combater o envelhecimento precoce, revitalizando e iluminando a pele e deve ser feito após a higienização do rosto.


O processo de hidratação é fundamental para manter a integridade da barreira cutânea, em qualquer tipo de pele. Nas peles oleosas, use você pode usar géis, loções ou séruns leves, sempre após lavar o rosto. É importante ressaltar que o creme do corpo não vale para o rosto.


Na última etapa, a de proteção, enfatizamos a importância de se proteger dos raios solares. No sol ou na chuva, não pule essa etapa. Prefira filtros com tecnologia anti- oleosidade e, no caso das garotas, existe a versão com cor de base. Normalmente na adolescência não é necessário, exceto nos casos em que a pele apresente acne com manchas ou em outros casos especiais.


pele na adolescencia antes e depois


Tratamento da pele do adolescente com a Dra. Marina Lino


Antes de iniciar alguma rotina ou tratamento para a pele na adolescência, é primordial que se faça uma visita ao dermatologista. Muitos jovens e adolescentes podem se sentir um pouco tímidos ao consultar um médico. Por isso, é importante que os pais ou familiares incentivem a ida ao especialista e, em alguns casos, acompanhe durante a visita, para oferecer maior confiança.


Também é preciso ressaltar que utilizar produtos por influência de amigos ou seguir “receitas caseiras” pode não trazer o resultado desejado. É importante seguir a recomendação de um médico dermatologista, que irá especificar um tratamento para o tipo de pele do adolescente.


A adolescência não precisa ser uma fase difícil por conta das mudanças na pele. Basta seguir as orientações do dermatologista.


Se você acredita que eu posso te ajudar, agende uma consulta comigo clicando no link abaixo. Na consulta eu avaliarei o seu quadro a partir de uma conversa detalhada e exame clínico. Caso necessário, faremos também exames laboratoriais. Poderemos então adotar uma estratégia individualizada de cuidados, de acordo com o que for identificado.


 


Se você está em busca de ajuda para a queda de cabelo durante o climatério ou menopausa, agende uma consulta comigo clicando no link abaixo.




10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo