• Dra. Marina Lino Vieira

O Que é o Molusco Contagioso e Como Tratar?



O molusco contagioso, também conhecido como molusco, é uma infecção viral e contagiosa e que comumente acomete crianças. Hoje vamos compartilhar mais informações sobre essa doença e dicas de tratamento do molusco contagioso.

O molusco contagioso é uma infecção na pele causada pelo vírus poxvirus, um parente da varíola. Essa infecção pode ser confundida com uma reação alérgica ou com picadas de inseto, em virtude de as lesões serem parecidas. Entretanto o molusco contagioso é uma infecção bem comum entre crianças e que pode durar por meses (até anos) caso não seja tratado pelo dermatologista.


Como o próprio nome da doença deixa claro, o molusco contagioso é contagioso e sua transmissão acontece quando há contato direto com as lesões causadas pelo vírus. Como várias outras doenças, essa infecção acomete mais as pessoas que têm o sistema imunológico mais enfraquecido, como crianças, soropositivos, portadores de doenças autoimunes e pacientes quimioterápicos. Crianças que sofrem de alergias, têm a pele muito seca ou dermatite atópica podem contrair o molusco com mais facilidade.


Com a chegada dos meses mais quentes, a transmissão do vírus se torna ainda mais comum entre as crianças, já que a pele fica mais exposta pelo uso de roupas mais leves e curtas, além de frequentarem mais parquinhos, piscinas, clubes etc.


A forma de prevenção mais eficaz é evitar o contato de pessoas contaminadas com pessoas cujo sistema imunológico é mais enfraquecido. Outra forma de evitar a contaminação por essa e outras doenças, não se deve compartilhar toalhas e objetos de uso pessoal. E, se notar o surgimento de bolinhas com as características do molusco contagioso, não perca tempo e procure logo a ajuda de um dermatologista.


Características e sintomas do molusco contagioso

O molusco contagioso comumente apresenta os primeiros sintomas entre 2 e 6 semanas após o contágio pelo poxvirus. O sintoma mais comum dessa doença é o surgimento de pequenas lesões em certas áreas do corpo - como a face, pescoço, axilas, braços e parte de cima das mãos em crianças; e virilha, genitais, parte inferior do abdômen e parte interna das coxas em adultos.


As principais características das lesões típicas do molusco contagioso são:

  • Pequenas lesões (entre 2 e 5mm);

  • Pontinho mais escuro ao centro da lesão;

  • De coloração geralmente da cor da pele, podendo tornar-se avermelhadas e inflamadas;

  • Podem se apresentar de forma isolada ou agrupada.


Apesar de não ser uma doença de pele grave, o paciente deve se consultar com o dermatologista assim que perceber os sintomas do molusco contagioso, para que o tratamento seja iniciado e se evite a transmissão da doença para terceiros.


Diagnóstico do molusco contagioso

Por ter características parecidas com outras doenças de pele, o diagnóstico do molusco contagioso deve ser feito pelo médico dermatologista.


Na maioria das vezes o diagnóstico do molusco contagioso acontece pela avaliação do aspecto clínico das lesões na pele. Dependendo das características das lesões e, em casos em que haja dúvida quanto à doença, pode ser feita uma biopsia da pele afetada.

Outras doenças que devem ser eliminadas pelo dermatologista no diagnóstico de molusco contagioso são a foliculite, millium, verrugas, xantogranuloma infantil e nevo de Spitz.


Tratamento do molusco contagioso

Embora o molusco possa desaparecer sozinho em algumas pessoas cujo sistema imunológico não seja comprometido, esse processo pode levar de 1 a 3 anos. Assim, sendo o molusco contagioso uma doença infecciosa contagiosa, a melhor alternativa para se proteger e aos outros do seu convívio é através do tratamento recomendado pelo dermatologista.


O tratamento poderá ser feito através da remoção física das lesões (curetagem, laser terapia ou eletrocauterização), da utilização de medicamentos tópicos ou da combinação dos dois. Quando o paciente for criança, o dermatologista dará prioridade aos tratamentos menos doloridos.


Apesar de ser uma doença relativamente simples, o molusco contagioso pode apresentar algumas complicações, como infecção das lesões pelas bactérias que habitam a pele (se o paciente fica coçando) e conjuntivite caso a lesão esteja muito perto dos olhos. Esses são outros motivos pelos quais não se deve demorar a procurar o dermatologista quando os primeiros sintomas surgirem.

Se você notou algum dos sintomas que apontamos hoje, seu filho pode estar com uma infecção por molusco contagioso. Agende já uma consulta com a Dra. Marina Lino, dermatologista no Centro Terapêutico AKTA Liv.


4 visualizações1 comentário