HERPES ZOSTER

O Herpes Zoster (também conhecido como “cobreiro”) é causado pelo vírus Varicela Zoster. Na primeira vez que entramos em contato com esse vírus apresentamos a Varicela (catapora). Esse contato com o vírus é por meio da doença ou vacina contra catapora. O vírus Varicela Zoster não é eliminado, ficando latente (dormindo), nos nervos.

Por alguns motivos, como queda da imunidade, o vírus ele pode “acordar”. Neste caso apresentamos o Herpes Zoster, uma doença que pega o trajeto do nervo causando lesões de pele (vesículas agrupadas e vermelhidão), além de dor e sensação de ardência e coceira, em muitos casos. Mais comumente, as lesões são unilaterais em uma área determinada. O tórax é o local mais comum, geralmente vai das costas até a parte anterior das costelas. Também pode ocorrer em outro locais como face.

Quando a face é acometida, é importante uma avaliação com oftalmologista, pois pode acometer o nervo oftálmico e causar lesões oculares, como a ceratite herpética. Alguns sinais clínicos são importantes para prever a alteração ocular, como lesões de herpes zoster na ponta do nariz (o chamado sinal de Hutchinson).

É muito importante o tratamento precoce (ideal até 48 horas dos sintomas). Pois, além de diminuir as lesões da pele, pode reduzir a intensidade e duração da dor, que pode durar meses. Também ajuda a prevenir a nevralgia pós-herpética, uma complicação desagradável, onde mesmo após resolvido o quadro de Herpes Zoster o paciente fica com dor na região do nervo afetado por meses a anos.

Para prevenir o Herpes Zoster, há uma vacina em clínicas particulares, que é indicada para pacientes acima de 50 anos. Esta vacina é produzida com vírus vivo atenuado, assim não pode ser usada em pacientes com baixa imunidade.

Herpes zoster 1
Herpes zoster 1

Herpes zoster 2
Herpes zoster 2

Herpes zoster 1
Herpes zoster 1