PROCEDIMENTOS

Biópsia cutânea por punch

O punch é um instrumento oval cortante, que ao ser girado permite o aprofundamento na pele e remoção de um cone que pode alcançar a gordura, se indicado.

 

O punch apresenta vários diâmetros (1 mm a 8 mm) e o tamanho escolhido depende do tipo da lesão. A ferida resultante é redonda e costuma ser suturada (pontos).

procedimentos_-_biópsia_por_punch.png

Shaving

É um procedimento em que é realizada uma remoção superficial da lesão sem aprofundar na derme ou gordura (camadas inferiores), diferentemente do punch. O shaving é realizado com uma lâmina e pode ter uma extensão lateral grande, porém sem aprofundar.

 

Não é necessária a realização de sutura, pois a camada inferior da pele não é atingida, e a cicatrização é mais rápida. Este tipo de procedimento é útil para lesões superficiais como queratoses seborreicas, nevos, acrocórdons, queratoses actínicas (lesões pré-malignas).

procedimentos - shaving.jpg

Curetagem

Utiliza-se um instrumento chamado cureta para realizar a remoção da lesão por meio de uma raspagem, que retira as lesões em múltiplos fragmentos.

 

Pode ser utilizada isoladamente em procedimentos como curetagem de molusco contagioso, ou associada a outros procedimentos como eletrocauterização ou quimio cauterização em lesões mais profundas como queratose actínica e cânceres de pele pequenos e de baixo grau.

procedimentos - curetagem.jpg

Exérese com bisturi (excisão)

Neste procedimento pode-se remover pequenas ou grandes lesões, superficiais ou profundas, uma vez que utiliza-se o bisturi.

 

Após a realização deste tipo de cirurgia, a pele deve ser aproximada e fechada com sutura (pontos). As principais indicações da excisão com bisturi são: nevos, tumores como lipoma, cistos, cânceres de pele e biópsia de determinadas lesões.

procedimentos_-_exérese.jpg

Eletrocauterização

É uma técnica de destruição pela eletricidade. Utiliza-se um instrumento chamado cautério e a lesão é carbonizada pela eletricidade e calor.

 

O procedimento tem diversas indicações como coagulação dos vasos sanguíneos durante uma cirurgia de pele, tratamento de lesões como acrocórdons, queratoses seborréicas, queratoses actínicas, hiperplasia sebácea e alguns cânceres de pele.

procedimento_-eletrocauterização.jpg

Cauterização química

Nessa técnica utilizam-se substâncias ácidas ou cáusticas como fenol ou ácido tricloroacético com objetivo de destruição da lesão. Após a aplicação, a lesão fica esbranquiçada ou amarelada e pode arder.

 

A pele ao redor da lesão pode ficar avermelhada e irritada. Nos dias seguintes aparece uma crosta escura que é eliminada após 7 a 15 dias (dependendo do local). As principais indicações são: queratoses actínicas, seborreicas, verrugas virais, manchas como melanoses solares, e pode ser usada para rejuvenescimento quando aplicada na pele todas (peeling químico).

procedimentos_-_cauterização_quími

Crioterapia

A crioterapia é uma técnica que utiliza nitrogênio líquido em temperatura de -195,8oC e causa dano tecidual pelo frio. É um método que induz a apoptose (morte celular programada) e altamente eficaz.

 

A crioterapia é um procedimento indicado para diversas lesões como queratoses actínicas, seborréicas, verrugas virais, lentigos solares e alguns tumores.

procedimentos - crioterapia.jpeg

A cirurgia dermatológica dispõe de vários tipos de procedimentos, com diferentes indicações para o tratamento de lesões benignas, malignas e também estética. A seguir descrevemos alguns destes procedimentos e suas indicações: